Solto após violência doméstica, Naldo diz: “vou procurar ajuda profissional”


O funkeiro Naldo Benny, 38, foi preso ontem (6), após denúncia de violência doméstica contra sua esposa, Ellen Cardoso, 36 (a “Mulher Moranguinho”). A agressão que originou a confusão aconteceu sábado (2), quando ele deu socos e chutes na conjugue. Quando a polícia foi para a casa do cantor, ela ainda encontrou uma arma. Ainda na quarta, ele foi liberado após pagar fiança, e assumiu a culpa.

“Quero pedir perdão à minha mulher. Dizer que vou lutar pela minha família. Estou extremamente destruído, arrependido, quebrado. Completamente machucado e arrasado por tudo o que aconteceu. Quero pedir perdão aos meus fãs. Estou com uma saudade absurda da minha filha, da minha mulher.  (…) Eu vou lutar pela minha família. Já estou em busca de ajuda com profissionais que possam me ajudar para que eu possa estar em condições de rever tudo que fiz. De ser um ser humano e homem melhor. De ser uma pessoal que possa ajudar quem passou por esse tipo de problema. Tenho fé em Deus que vou conseguir isso. Peço orações das pessoas que me amam, amam minha mulher e minha família (…) Em nome de Jesus, tenho certeza que vou dar a volta por cima”, disse Naldo em um áudio divulgado pela assessoria de imprensa.

Após as agressões sofridas no último dia 2, Ellen Cardoso saiu de casa e fez exame de corpo de delito. De acordo com a delegada Viviane Costa, a Mulher Moranguinho contou que sofre agressões desde o começo do relacionamento. A relação abusiva teria culminado nos socos,  chutes e puxões de cabelo do final de semana. O motivo de tudo isso seria ciúme do cantor Naldo.