Resgate dos meninos de caverna na Tailândia gera comoção mundial


Nas redes sociais, a cada segundo milhares de publicações são feitas, com mensagens de encorajamento e felicidade pelo trabalho dos mergulhadores

Os garotos resgatados foram transferidos para um Hospital local, onde recebem atendimento médico / Foto: Lillian Suwanrumpha/AFP

Os garotos resgatados foram transferidos para um Hospital local, onde recebem atendimento médico
Foto: Lillian Suwanrumpha/AFP
JC Online

A cada minuto uma nova notícia chega a cerca do resgate dos meninos tailandeses. Nas primeiras horas da operação de resgate que iniciou neste domingo (8), já se percebe a comoção mundial. Os 15 dias de reclusão foram intensos para os garotos, que receberam treinamento para enfrentar os obstáculos da volta. Do lado de fora da caverna, uma equipe se revezava para fazer o acompanhamento da operação. Além de montagem de planos de resgate, outras pessoas iam até o local para rezar.

O incidente comoveu não só tailandeses. Em um dia sem jogos da Copa do Mundo, todos estão jogando no mesmo time. Nas redes sociais, mensagens de ânimo e encorajamento são postadas a cada segundo por pessoas de várias nacionalidades. No Twitter, a hastag #ThaiCaveRescue, até as 11h40 deste domingo (8), já passa os 271 mil posts, e é o tópico mais comentado nas redes.

Em uma publicação um usuário escreveu: “Nem todos os super-heróis usam capas; alguns usam tanques de mergulho”. Como homenagem aos mergulhadores que fizeram o percurso para salvar os meninos e o treinador.

Ver imagem no Twitter

Mischa van Houtum@MischavanHoutum

True!! RT @krishnasaibl: Not all superheroes wear capes; some wear scuba tanks..🏊

Em outro post, uma garota resume a felicidade de receber a notícia do resgate:

liandra@opzliah

Acordar e ver esta notícia de que alguns meninos já estão a salvo e os outros estão sendo retirados, e muita emoção

Em meio a tanta expectativa com o retorno de cada garoto, outro assunto se destaca: o treinador. De acordo com informações, ele será o último a ser retirado da caverna, por opção própria. A todo momento demonstrando cuidado e zelo com os garotos, o ex-monge budista, que se tornou treinador voluntário, já ficou sem comer para que as crianças não passassem fome. Ele também é o responsável por fazer meditação com todos os meninos, trazendo calma e fé em um momento tão delicado.

O treinador dos meninos ficou 9 dias sem comer/comendo o mínimo possível para que as crianças ficassem mais fortes, ele manteve as crianças calmas fazendo exercícios de respiração/meditação, e ao que tudo indica vai ser o último a sair

Definido como “um dia para entrar na história”, pela jornalista Graça Araújo em um post no Instagram, o “Dia D”, que acontece na Tailândia e percorre por todos países, junta fé, solidariedade e resgate, não apenas das 13 vidas, mas da esperança que cada um está carregando e torcendo para um final feliz.

Atualização do resgate

Apesar de fontes não oficiais terem confirmado a saída de seis, em coletiva de imprensa o chefe da operação confirmou apenas que quatro meninos estão fora da caverna. Os quatro já chegaram ao hospital e passam bem. Restam oito garotos e o treinador.

De acordo com as autoridades locais, o resgate foi parado, e será retomado daqui a dez ou vinte horas. O pausa é para repor os tanques de oxigênio para dar continuidade à operação. A parada também se deve para descansar a todos envolvidos na operação, além disso, na Tailândia já é de madrugada, o que dificulta o trabalho de resgate.