Prefeito de Bodocó decreta situação de emergência por conta das chuvas


817 pessoas da área Urbana e da Zona Rural estão desabrigadas. Ainda não se sabe o número de desalojados / Foto: Assessoria de Comunicação/ Prefeitura de Bodocó817 pessoas da área Urbana e da Zona Rural estão desabrigadas. Ainda não se sabe o número de desalojados

Foto: Assessoria de Comunicação/ Prefeitura de Bodocó
JC Online

O prefeito de Bodocó, Túlio Alves Alcântara, decretou Estado de Situação de Emergência por conta das fortes chuvas que atingiu a cidade do Sertão do estado nos últimos dias. Até o momento, 817 pessoas da área Urbana e da Zona Rural estão desabrigadas, segundo o último levantamento feito pela Prefeitura. Ainda não se sabe o número de desalojados.

Segundo o decreto, que é válido por 180 dias, as chuvas torrenciais prejudicaram tanto a população da Zona Urbana quanto Rural. O prefeito relata que as precipitações ocasionaram o rompimento de estrada de acesso e a inundação de inúmeros logradouros públicos, além de afirmar que ainda existe grande possibilidade de precipitação para os próximos dias.

A Coordenadoria de Defesa Civil do Estado (Codecipe) enviou uma equipe ao município fazendo um levantamento da situação junto com a prefeitura. O Corpo de Bombeiros também está auxiliando nos resgates de famílias que ainda estão ilhadas em algumas localidades da Zona Rural de Bodocó. A cidade também está contando com o apoio da Polícia Militar.

As localidades que mais foram prejudicadas por conta das chuvas, foram as Ruas Manoel Alves de Medeiros, Nelson Araújo, Santa Luzia e Rua do Capim, além da Comunidade do Amparo. A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), cortou o fornecimento de energia para evitar descarga elétrica nessas regiões.