PM fecha fábrica clandestina de álcool gel em Abreu e Lima


Segundo o tenente-coronel Ramalho, a produção funcionava em uma casa sem alvará ou licença sanitária

PM fecha fábrica clandestina de álcool gel em Abreu e Lima
Os produtos estavam em recipientes com rótulos falsificados prontos para serem vendidos – Foto: Divulgação/PM-PE

Uma operação da Polícia Militar (PM) fechou, neste sábado (21), uma fábrica clandestina de álcool gel, no bairro de Desterro, em Abreu e Lima. A fabricação funcionava em uma casa sem alvará ou licença sanitária, de acordo com a polícia. O dono da propriedade ainda confirmou que fabricava o produto sem nenhuma qualificação técnica.

De acordo com o tenente-coronel Ramalho, do 17° Batalhão da Polícia Militar, no local foram encontrados uma grande quantidade de materiais adulterados, que eram utilizados para produção do álcool em gel. “Encontramos cerca 200 depósitos já prontos para vendas, com rótulos falsificados. Ainda tinha mais de 1.000 compartimentos para serem preenchidos e vendidos. É importante que a população tenha o zelo e o cuidado para não comprar esse tipo de material em qualquer lugar, sem saber a procedência”, detalhou.

Ainda segundo Ramalho, o proprietário da casa é reincidente e responde por outros crimes na justiça. “Me chamou atenção a capacidade de produção desse indivíduo. O proprietário da residência onde funcionava a fábrica clandestina já responde por crime de estupro, facilitação de fuga, e, em outra oportunidade, já respondeu por venda de material ilícito. Agora é reincidente na produção desse material”, disse.

Confira a reportagem de Marcela Maranhão no local: