Pernambucano perde R$ 25 mil em novo golpe do 0800 dos caixas eletrônicos


Cliente foi orientado por bandido a utilizar número falso de 0800 e acabou passando seus dados para os golpistas

Bancos orientam clientes para não fornecerem seus dados pessoais  / Foto: Acervo/JC Imagem

Bancos orientam clientes para não fornecerem seus dados pessoais
Foto: Acervo/JC Imagem
Edilson Vieira
Repórter de Economia

Um novo golpe está fazendo vítimas entre usuários de caixas eletrônicos de bancos 24 horas instalados em pontos comerciais do Recife. A Polícia Civil investiga uma quadrilha que, há exatamente uma semana, conseguiu se apossar de dados bancários de um professor universitário aposentado. Entre saques, compras com cartão clonado e transferências, os bandidos causaram um prejuízo de cerca de R$ 25 mil ao idoso. A polícia já registrou pelo menos dois casos semelhantes no Recife.

A reportagem do Jornal do Commercio falou com uma das vítimas, que não quis se identificar. O homem conta que o golpe aconteceu em um supermercado do Bairro das Graças, Zona Norte do Recife. O aposentado chegou por volta da 9h30 e, ao introduzir o cartão no caixa eletrônico, não conseguiu mais retirá-lo da máquina. “Foi neste momento que apareceu um homem me orientando a ligar para um número 0800 indicado em um adesivo fixado no próprio caixa”, disse. O número 0800 era falso.

A vítima conta que não desconfiou de nada e, ao fornecer o número do CPF para a pessoa que atendeu a ligação, teve confirmado informações pessoais como nome completo, local de nascimento e até nome da mãe. “Como eles tinham informações ao meu respeito, não desconfiei quando pediram minha senha bancária”, afirmou o aposentado, que se diz prejudicado pelo tempo em que o banco levou para cancelar seu cartão depois que ele comunicou o roubo dos dados.

“Meia hora depois do problema no caixa eletrônico foi feito um saque na minha conta. Procurei a agência e confirmamos o golpe. O banco só foi cancelar meu cartão no dia seguinte. Enquanto isso, os bandidos continuaram utilizando meu cartão para compras”, afirmou o aposentado, que pretende recorrer à Justiça, se for necessário, para ser ressarcido do prejuízo.

GOLPE

A Federação Brasileira dos bancos (Febraban) informou, através de sua assessoria de imprensa, que “cada instituição financeira tem sua própria política de ressarcimento, que é baseada em análises aprofundadas e individuais, considerando as evidências apresentadas pelos clientes e informações das transações realizadas”. A Febraban informou ainda que os bancos investem cerca de R$ 2 bilhões por ano em segurança da informação para prevenção de golpes.

“É um tipo de golpe sofisticado, aplicado por uma quadrilha especializada”, alerta a delegada Silvana Carla, da delegacia do Bairro do Espinheiro, que está investigando o caso. A delegada disse que o Instituto de Criminalística não encontrou mais nenhum vestígio de fraude no caixa eletrônico. “É possível que os bandidos tenham utilizado um dispositivo conhecido por chupa-cabra para reter o cartão da vítima, e depois é facilmente retirável”, afirmou a delegada. Segundo a Polícia, em novembro último houve outro caso semelhante em Salvador (BA) usando o mesmo número 0800 utilizado no Recife. A Polícia identificou um dos acusados pelo golpe no Recife. Outras duas pessoas que também participaram da investida estão sendo investigadas.

Dicas para não cair em golpes:

  1. Nunca forneça senhas a terceiros (pessoalmente, por telefone ou por mensagens de aplicativos);
  2. Tenha sempre com você o telefone de seu banco que está gravado em seu cartão. Você pode salvá-lo na agenda de seu celular;
  3. Nenhum funcionário de banco é orientado a pedir para o cliente falar ou digitar sua senha ao telefone;
  4. Ao escolher a senha, não utilize números previsíveis (data de nascimento, número de telefone residencial, placa do automóvel, etc);
  5. imediatamente à central de atendimento do banco a perda, roubo ou extravio de cartão, pedindo o seu cancelamento;
  6. Nunca aceite ou solicite ajuda de estranhos, principalmente nos pontos de autoatendimento;
  7. Jamais utilize celular de terceiros para se comunicar com o banco, pois a senha fica registrada na memória do aparelho;
  8. Bancos não enviam funcionários em sua casa ou escritório para retirar seu cartão vencido, bloqueado ou com suspeita de fraude.

Fonte: Febraban