Náutico perde mais uma e é lanterna da Série C


Timbu foi derrotado por 1×0 para o Atlético-AC e tem a pior campanha da Terceirona

  / Léo Lemos/Náutico

Novamente sem conseguir jogar bem, o Náutico amargou mais uma derrota na Série C. Neste domingo (29), o Timbu foi derrotado por 1×0 para o Atlético-AC e, após três rodadas, ocupa a lanterna do grupo A da Terceirona, com um ponto. Pressionado, o clube alvirrubro volta a jogar no próximo sábado, contra o Confiança-SE, novamente pela competição nacional.

Com muitas mudanças, o Náutico começou bem contra o Atlético-AC no Florestão. A goleada para o Botafogo-PB, na rodada anterior da Série C, e o departamento cheio fizeram o técnico Roberto Fernandes mexer em oito vagas no time titular. A principal foi a volta do paraguaio Ortigoza, um dos artilheiros do time no ano, com sete gols.

Na zaga, Breno Calixto na vaga do machucado Camacho, Rafael Ribeiro improvisado na direita e Tiago Costa como titular na esquerda. Já no meio de campo, estreia de Jhonnatan e chance para o garoto Luiz Henrique como meia. No fim, além de Ortigoza, ataque também teve a primeira partida de Lelê e o retorno de Fernandinho, recuperado de lesão.

O JOGO

Nos primeiros 20 minutos, o Timbu dominou as ações e teve chances com Ortigoza, que cabeceou fraco aos dois minutos e com Fernandinho, que arrematou por cima com 13. Aos 34, o clube alvirrubro teve sua melhor chance. Luiz Henrique recebeu pela direita e chutou cruzado para boa defesa de Eudes. Na sobra, Ortigoza arrematou cruzado e para fora.

O Galo Carijó, porém, evoluiu e chegou a pressionar o clube alvirrubro. Do meio pro fim da etapa inicial, o time acreano parou em Bruno. Aos 32, Altemir tentou encobrir Bruno e perdeu boa chance. Com 36, Eduardo cobrou falta e o goleiro alvirrubro espalmou para escanteio. Por fim, com 40 minutos, novamente Eduardo, que recebeu pela direita e chutou cruzado. Bruno fez milagre.

No segundo tempo, o Timbu voltou ainda pior do que terminou a primeira etapa. E foi punido logo certo. Com oito minutos, Eduardo fez boa jogada pela esquerda e chutou. A bola desviou em Camutanga e matou Bruno. O Náutico tentou responder no minuto seguinte, com Jobson chutando para fora.

Muito irritado com a equipe, o técnico Roberto Fernandes tentou colocar a equipe pra frente. Além de Jobson, que entrou na vaga de Rafael Ribeiro, o meia Júnior Timbó substituiu o volante Jonathan e, no ataque, Fernandinho deu lugar a Tharcysio. Mesmo assim, o time pouco criou. De chance clara, aos 35, quando Tharcysio chutou e o goleiro Eudes espalmou para escanteio.

FICHA DE JOGO

(1) ATLÉTICO-AC
Eudes; Mateus, Diego, João Marcus e Jeferson (Januário); Kássio, Leandro (Wilson) e Polaco; Eduardo (Araújo), Rafael Barros e Neto. Técnico: Álvaro Miguéis

(0) NÁUTICO
Bruno; Rafael Ribeiro (Jobson), Camutanga, Breno Calixto e Tiago Costa; Negretti, Jhonnatan (Júnior Timbó) e Luiz Henrique; Fernandinho (Tharcysio), Ortigoza e Lelê. Técnico:Roberto Fernandes.

Local: estádio Florestão (AC). Árbitro: Valdicleuson Silva da Costa (AP). Assistentes: Inácio Barreto da Camara e Roberto Soares dos Santos Junior (ambos do AP). Gol: Eduardo, aos 8 min do 2ºT. Cartões amarelos: Jobson (N) e Rafael (A).