Náutico goleia o Salgueiro e reassume liderança do Estadual


Garotada goleia o Salgueiro e Náutico reassume liderança do Estadual

Timbu venceu o Carcará por 4×0 com três gols de garotos da base

Robinho foi um dos três garotos da base do Náutico que balançou as redes do Salgueiro / Léo Lemos/Náutico

Robinho foi um dos três garotos da base do Náutico que balançou as redes do Salgueiro

Mesmo com o time alternativo, o Náutico não teve dificuldades e voltou a assumir a liderança do Pernambucano. Nesta terça (6), na Arena de Pernambuco, o Timbu goleou o Salgueiro por 4×0 e conquistou sua terceira vitória na competição local. Dos quatro gols do clube alvirrubro, três foram marcados por garotos da base: Rafael Ribeiro, Robinho e Odilávio.

Com o triunfo, o clube alvirrubro agora tem 11 pontos no Estadual, dois a mais que o vice-líder Vitória, que só joga na próxima quarta (7) ante o Belo Jardim. O Timbu já volta a atuar nesta quinta (8), contra o Botafogo-PB, pela segunda rodada do Grupo C da Copa do Nordeste.

O grande destaque do Timbu na partida foi o atacante Rafael Assis. Entrando no segundo tempo, o jogador deu duas assistências na partida. No segundo gol do Náutico, deu um belo drible pela direita e cruzou na cabeça de Rafael Ribeiro. No terceiro, passe com precisão para Robinho invadir a área e deslocar Mondragon. Recuperado de lesão ainda na pré-temporada, Assis veio do Sanjoanense, da Terceira Divisão de Portugal.

O JOGO

O primeiro tempo na Arena teve mais “emoções” na parte disciplinar do que em jogadas das duas equipes. O protagonista da etapa inicial foi o árbitro Tiago Nascimento. Com 30 minutos de partida, já tinha expulsado dois jogadores: Peu, volante do Salgueiro, e Xuxa, garoto do Timbu que fazia sua primeira partida como profissional.

Antes dos 30 minutos, só uma jogada de destaque: um gol invalidado do Náutico. Com 28, Júnior Timbó tentou chutar e a bola sobrou para Odilávio. Na grande área, o atacante estufou as redes de Mondragon, mas foi marcado impedimento na jogada. O Salgueiro só teve um arremate no gol, com uma cabeçada fraca de Piauí aos sete.

No final da etapa, o Náutico precisou de apenas uma pequena pressão para abrir o placar na Arena. Com 42, após cruzamento na área, Robinho escorou para Odilávio, que tentou uma bicicleta. Mondragon defendeu. Dois minutos depois, saiu o gol. Hygor recebeu na grande área e foi derrubado por André Victor. Pênalti bem cobrado por Júnior Timbó, que fez seu primeiro gol com a camisa do Náutico.

O segundo tempo começou com o Salgueiro em cima e vitória incontestável do Náutico. Nos primeiros 10 minutos, duas boas chances para o Carcará. Com seis, Willian Anicete recebeu na ponta esquerda e chutou cruzado e para fora. Já aos nove, Dadá Belmonte fez boa jogada individual pelo meio e arrematou colocado. Bola passou raspando a trave esquerda do goleiro Bruno.

Passada essa pressão inicial, o Náutico tomou as ações da partida e fez mais três gols com tranquilidade. Com 12 minutos, Rafael Ribeiro escorou bom cruzamento de Rafael Assis e fez o segundo. Nove minutos depois, após outra assistência de Assis, Robinho venceu Mondragon e balançou as redes do Salgueiro. Por fim, aos 32, ainda deu tempo de Odilávio deixar o dele.