Luciano Huck para presidente e Flávio Dino como vice, noticia Ricardo Noblat


Segundo o jornalista, o apresentador Luciano Huck e o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), já se encontraram em particular pelo menos duas vezes

Segundo Ricardo Noblat, apesar de Luciano Huck negar que vai disputar as eleições presidenciais em 2022, nos bastidores ele admite o seu desejo / Foto: Reprodução

Segundo Ricardo Noblat, apesar de Luciano Huck negar que vai disputar as eleições presidenciais em 2022, nos bastidores ele admite o seu desejo
Foto: Reprodução
Editoria de Política
politica@jc.com.br

O jornalista Ricardo Noblat, da Revista Veja, apontou nesta quarta-feira (1º) a possibilidade do apresentador Luciano Huk encabeçar uma chapa para concorrer à Presidência da República tendo como vice o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB). Ele afirma que os dois já se encontraram sozinhos pelo menos duas vezes para discutir sobre o pleito, mas o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) sempre está atento a essas movimentações. “Tudo acompanha, interessado”, diz Noblat.

>> Luciano Huck é chamado de ‘presidente’ pelo público do Rec’n’Play

Dino integra o movimento suprapartidário “Direitos Já”, de oposição ao governo Jair Bolsonaro e defesa do estado democrático de direito e da democracia, do qual FHC também participa.

“Com muita honra, sou aquele que Bolsonaro considera o pior governador do Brasil”, disse o governador maranhense em discurso durante o evento de lançamento do movimento.

Ele faz referência a uma fala do presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) durante conversa informal com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, quando disse que “dos governadores de ‘Paraíba’, o pior é o do Maranhão”.

Em 2018, Dino foi reeleito governador do Maranhão coligado com o PT, mas também com diversas siglas não alinhadas à esquerda, como DEM, PP e PRB.

Huck

Segundo Ricardo Noblat, apesar de Luciano Huck negar que vai disputar as eleições presidenciais em 2022, nos bastidores ele admite o seu desejo.

Ele aponta que Huck já tem um partido para lançar-se candidato: O Cidadania, ex-PPS, presidido por Roberto Freire. Ele aponta o apresentador como uma “alternativa democrática” para o País.