Jornalista Alexandre Farias deixa UTI e é transferido para quarto de hospital



Alexandre Farias, apresentador do ABTV 2ª Edição, deixa UTI do Hospital Esperança na quarta-feira (6) (Foto: Joalline Nascimento/G1)Alexandre Farias, apresentador do ABTV 2ª Edição, deixa UTI do Hospital Esperança na quarta-feira (6) (Foto: Joalline Nascimento/G1)

O jornalista e apresentador da TV Asa Branca, Alexandre Farias, de 39 anos, deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e foi transferido para um apartamento individual do Hospital Esperança, no Recife, na quarta-feira (6). Alexandre estava internado na UTI desde o dia 16 de setembro deste ano, após ser atingido na cabeça por uma bala perdida.

Através de nota, o Hospital Esperança informou que o paciente Carlos Alexandre Farias Silveira, de 39 anos, saiu da Unidade de Terapia Intensiva na quarta-feira (6). Ele evolui clinicamente bem, respira sem ajuda de aparelhos, está consciente, orientado e se comunica através de gestos. Não há previsão de alta.

O irmão do apresentador, José Santos da Silveira Júnior, acredita que o processo de reabilitação dele será mais rápido a partir de agora. “Todos acreditam que a recuperação será mais acentuada e nós também. Vamos comemorar esse momento e peço que continuemos em orações para a total recuperação de nosso guerreiro”, ressaltou. José Júnior também afirmou que Alexandre aguarda por cirurgia para a colocação da prótese craniana.

Entenda o caso

O apresentador do ABTV 2ª Edição foi vítima de uma bala perdida na noite de 16 setembro, no bairro Alto do Moura, em Caruaru. Ele ia para casa quando foi atingido por um disparo na cabeça. De acordo com informações da Polícia Militar, assaltantes estavam em um carro roubado quando houve perseguição e troca de tiros.

Na fuga, os bandidos ainda atropelaram socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que estavam em uma ocorrência no local. Uma das auxiliares de enfermagem foi atingida. Alexandre Farias foi socorrido em estado grave para o Hospital Regional do Agreste (HRA) e em seguida transferido para Hospital Unimed, também em Caruaru.

Um dos suspeitos de participar do tiroteio que atingiu Alexandre “era integrante do Primeiro Comando da Capital (PCC) do Rio Grande do Norte“, conforme informou o chefe da Polícia Civil em Pernambuco, Joselito Amaral. O criminoso tinha 34 anos e foi morto durante um confronto com a polícia. No total, quatro suspeitos foram presos.