Estação espacial chinesa cai no oceano Pacífico


Estação espacial caiu no oceano Pacífico, diz China

A agência de notícias estatal Xinhua informou que a nave foi quase totalmente consumida pelas chamas ao entrar na atmosfera da Terra

O laboratório foi colocado em órbita em setembro de 2011 e parou de funcionar em março de 2016 / Foto: CNSA

O laboratório foi colocado em órbita em setembro de 2011 e parou de funcionar em março de 2016

estação espacial chinesa Tiangong-1 caiu ao sul do oceano Pacífico às 21h16 deste domingo (1º) , segundo o governo da China.

A agência de notícias estatal Xinhua informou que a estação foi quase totalmente consumida pelas chamas ao entrar na atmosfera da Terra. Um órgão do Comando Estratégico do Departamento de Defesa dos Estados Unidos confirmou a informação.

Anteriormente, a Agência de Engenharia Espacial Tripulada da China (CMSEO) havia dito que a estação entraia na atmosfera a altura de São Paulo, a uma velocidade superior a 26.000 km/h, antes de desintegrar-se em uma bola de fogo celeste.

Estação Tiangong-1 parou de funcionar em 2016

O laboratório foi colocado em órbita em setembro de 2011 e estava programado para fazer uma entrada controlada na atmosfera, mas parou de funcionar em março de 2016.

O Tiangong-1, ou “Palácio celeste 1”, foi utilizado para realizar experimentos médicos. O laboratório também era considerado uma etapa preliminar na construção de uma Estação Espacial Chinesa.

Em 60 anos de voos espaciais foram registradas quase 6.000 entradas não controladas na atmosfera de grandes objetos fabricados pelo homem e apenas um destroço atingiu uma pessoa, sem provocar ferimento, de acordo com Stijn Lemmens, analista da ESA.