É HOJE :Central e Náutico duelam em final inédita do Campeonato Pernambucano


Primeira partida da decisão acontece neste domingo (1/4), às 16h, no estádio Luiz Lacerda

Central foi o único time a vencer o Náutico no Pernambucano / Foto: Léo Lemos/ Náutico

Central foi o único time a vencer o Náutico no Pernambucano

Uma final inédita. Na 104ª edição do Pernambucano, Central e Náutico se encontram pela primeira vez para saber quem será o grande campeão do Estadual. A primeira partida da decisão acontece neste domingo (1/4), às 16h, no Luiz Lacerda, em Caruaru. De um lado, a Patativa, que nunca chegou à uma final do certame em seus 99 anos de fundação; do outro, o Timbu, que não conquista um título desde 2004.

Apesar de ser um duelo capital x interior, as duas equipes chegam à final com números bem semelhantes. Na primeira fase, ambas terminaram empatadas com 19 pontos, com o Náutico levando vantagem no saldo de gols. Nas quartas de final, o Central venceu o América por 3×2, enquanto os alvirrubros passaram pelo Afogados por 1×0. Nas semifinais os placares se inverteram. Enquanto a Patativa bateu o Sport por 1×0, o Timbu suou para derrotar o Salgueiro por 3×2.

Diante de tanto equilíbrio e regularidade ao longo da competição, o técnico Mauro Fernandes não acredita que algum dos dois times chegue com vantagem à final. “Não tem favorito. Até mesmo pelas campanhas de ambos percebe-se que foram muito iguais. As duas equipes fizeram por merecer, apresentaram o melhor futebol ao longo da competição e, por isso, são as finalistas”.

 O time centralino se torna um adversário bastante perigoso para o Náutico por ter sido o único que conseguiu vencer os alvirrubros: 3×0 na 2ª rodada da primeira fase. “Aquela derrota que sofremos foi com “D” maiúsculo. Então, isso por si só já mostra a dificuldade que será o jogo contra o Central. Estão na decisão as duas equipes que fizeram as melhores campanhas. Eles estão invictos em casa e nós também. Acredito que serão dois jogos equilibrados. Não vamos pra lá (Caruaru) só para se defender, mas precisamos de um jogo consistente para construir uma situação que nos dê mais tranquilidade no jogo de volta”, frisou Roberto Fernandes.

GALERIA DE IMAGENS

Legenda
Anteriores
  • Foto%3A%20Bobby%20Fabisak/JC%20Imagem
  • Foto%3A%20Bobby%20Fabisak/JC%20Imagem
  • Foto%3A%20Bobby%20Fabisak/JC%20Imagem
  • Foto%3A%20Bobby%20Fabisak/JC%20Imagem
Próximas

Se ao longo do campeonato, Central e Náutico trilharam caminhos bem semelhantes, ao longo do primeiro semestre a situação já foi diferente. Enquanto a Patativa só tinha o Estadual para focar, o Timbu teve de se desdobrar em três competições (Nordestão, Copa do Brasil e Pernambucano). Além de chegar relativamente mais inteiro, os caruaruenses mantiveram a mesma formação ao longo da competição. “Não tivemos problemas de contusão e conseguimos manter o mesmo time desde a primeira rodada, aumentando o entrosamento. Os jogadores estão unidos e o nosso sucesso é o próprio conjunto”, explicou Mauro, que só tem uma dúvida para escalar sua equipe: o volante Douglas Carioca sentiu o tornozelo e virou dúvida. Caso não jogue, Graxa entra em seu lugar.

Pelo lado alvirrubro, Roberto não adiantou a escalação do Timbu, mas deu alguns indícios. “O Náutico tem problemas para essa final. Não vou antecipar nada para o adversário. Temos dois desfalques de atletas que foram titulares a temporada inteira”, deixou no ar. Os prováveis nomes são: o zagueiro Breno Calixto e o lateral-esquerdo Kevin.

TORCIDAS

Foram disponibilizados 14.600 ingressos para o confronto de hoje. Destes, 2.500 serão de gratuidades. A torcida da Patativa teve até ontem para comprar os bilhetes por R$ 30. Os que comprarem hoje terão que pagar R$ 50, mesmo valor aplicado à torcida do Náutico.

A torcida alvirrubra terá que entrar no Lacerdão pelo portão 5, que fica na rua Professor José Leão. Ficará na arquibancada do tobogã. Já os centralinos terão todo o resto do estádio à disposição. Podem entrar pelas ruas Campos Sales e São Paulo (portões 9, 7 e 8), além da Avenida Agamenon Magalhães (entradas 1 e 2).

Ficha do jogo:

CENTRAL: França; Dudu Gago, Vitão, Danilo Quipapá e Charles; Eduardo Erê, Douglas Carioca (Graxa), Fernando Pires e Júnior Lemos; Leandro Costa e Itacaré. Técnico: Mauro Fernandes. Esquema: 4-4-2.

NÁUTICO: Bruno; Thiago Ennes, Camacho, Camutanga e Gabriel Araújo; Negretti, Júnior Timbó e Wallace Pernambucano; Robinho, Ortigoza e Rafael Assis. Técnico: Roberto Fernandes. Esquema: 4-3-3.

Local: Estádio Luiz Lacerda, em Caruaru (PE). Horário: 16h. Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez. Assistentes: Clóvis Amaral da Silva e Francisco Chaves Bezerra Júnior. Ingressos: de R$ 15,00 a R$ 60,00.                                                             FONTE -JC