Bolsonaro diz que poderá passar por novo teste de coronavírus por suspeitar ter sido infectado


O presidente esteve com 22 pessoas que testaram positivo para a doença após viagem aos Estados Unidos

SERGIO LIMA/AFP
Bolsonaro já passou por outros dois testes de coronavírus – FOTO: SERGIO LIMA/AFP
Leitura: 5min

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse, nesta sexta-feira (20), que poderá passar por um novo teste de coronavírus após ser levantada a suspeita de estar infectado, segundo informações do jornal O Globo. Bolsonaro esteve com 22 pessoas na comitiva presidencial aos Estados Unidos que testaram positivo para a doença.

>> Por coronavírus e manifestação, sete pedidos de impeachment foram apresentados contra Bolsonaro nesta semana

“Eu estou bem. Fiz dois testes. Talvez faça mais um até. Recebo orientação médica”, comentou o presidente da República. Bolsonaro mencionou que “talvez” tenha sido infectado “lá atrás” e não saiba.

Testes

O presidente fez o primeiro teste após o secretário de Comunicação Social, Fabio Wajngarten, ter testado positivo para a doença. Wajngarten participou da comitiva presidencial aos Estados Unidos durante os dias 7 e 10 de março. Além do secretário, também positivaram para o novo vírus outras 21 pessoas, incluindo o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, e o de Minas e Energia, Bento Albuquerque.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o passo a passo de como lavar as mãos corretamente

Confira o mapa que mostra como a covid-19 se espalha pelo mundo

Pandemia

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou, no dia 11 de março de 2020, que a situação do novo coronavírus pode ser classificada como uma pandemia. Desde o final de dezembro de 2019 até essa quarta-feira (18), a entidade divulgou que mais de 190 mil pessoas foram infectadas pela doença. De acordo com o Ministério da Saúde, subiu para 428 o número de casos confirmados de coronavírus no Brasil. O número de mortes pela doença subiu para cinco.