Após depressão, Wanessa Camargo revela que abriu mão do dinheiro e conta motivo


Wanessa (Foto: Reprodução)

A cantora Wanessa Camargo, que lançou recentemente seu novo trabalho que marcou seu retorno ao cenário pop e deu o que falar.

Com letras que chocaram como “Me pega na marra, me amarra, me faz miar / Não dá pra aguentar, pronta pra dar” e “Miau, miau, miau / Leitinho quente quer tomar”,  Wanessa disse que seu intuito era mesmo esse. “Quero mostrar que estou de volta. Voltei, e venho agora com mais liberdade para falar sobre o que quiser”.

“Para os meus filhos, a parte mais chocante da letra é quando falo que quero dar um beijo na boca. Não há nenhuma agressividade ali. Perto de outras músicas que tocam nas rádios, a minha é bem tranquila”, defendeu.

Após lançar hits no passado, Wanessa retorna sem se preocupar com números ou dinheiro. “A pressão de ser o primeiro lugar mata a gente, sabe? Uma hora, subo. Na outra, desço. Daqui a pouco, estou no quadragésimo, centésimo lugar. De repente, nem estou na lista. E tudo bem! É assim. Depois volto para ali. Ou não”, disse.

Na conversa, ela relembrou a depressão por conta das cobranças. “Já virei um poço de ansiedade, fiquei deprimida, não dormia direito, chorava com tudo… Passei por todos esses momentos, mas não quero me vitimizar e ficar estacionada. Hoje, meu foco não está mais em ser a número um. Tive que me desapegar disso tudo”.

“Para se ter liberdade criativa, é preciso abrir mão do dinheiro. Às vezes, falamos de mercado e nos esquecemos da própria arte. Agora, estou em paz, sem me apoiar em mais em ninguém. Se quiser cantar “Miau miau” ou “Atirei o pau no gato”, eu canto. Sim”, completou.