Apoiadores de Lula iniciarão greve de fome, diz líder do MST


Segundo João Pedro Stedile, 11 integrantes da Via Campesina iniciarão o protesto no dia 31 de julho, em Brasília

Stedile avisou sobre greve de fome após visitar Lula na sede da Polícia Federal em Curitiba / Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

Stedile avisou sobre greve de fome após visitar Lula na sede da Polícia Federal em Curitiba

No 31 de julho, apoiadores de Lula iniciarão uma greve de fome em defesa do ex-presidente. A informação foi divulgada por João Pedro Stedile, líder do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

“Em 31 de julho, lá em Brasília, vamos começar uma greve de fome de 11 companheiros da Via Campesina. Uma greve de fome por tempo indeterminado ate o Supremo Tribunal Federal (STF) julgar o caso de Lula”, afirmou Stedile na última quinta-feira (5), após visitar o ex-presidente na sede da Polícia Federal em Curitiba.

Caravana

Ainda segundo o líder do MST, o calendário de atos a favor de Lula também inclui a ida de uma caravana de Caetés, no Agreste do Estado, para Curitiba. “No dia 2 de agosto, vai chegar em Curitiba uma caravana que vai sair da cidade de Lula, Caetés. Vão vir em quatro ônibus para visitá-lo e trazer a energia do povo nordestino, dos pernambucanos.”